"Que as luzes se acendam e que a gente possa brilhar*..." Brilhar no espetáculo da vida, e que nossa existência seja regada a muitos sucessos e nunca deixemos de lutar pelo que acreditamos... "Me atiro do alto e que atirem no peito, da luta não me retiro*..."
*Trechos de músicas dos artistas Vander Lee e Fernando Anitelli






terça-feira, 19 de outubro de 2010

...



Com os próprios dentes abri meu peito e com as mãos arranquei meu coração. Agora aqui está ele, pálido e pulsante. Quebradiço. Desfazendo-se. A dor é insuportável. É uma dor que dói realmente. Uma dor que faz sangrar, que dilacera. Palavras e palavras, uma dúzia delas ou duas. Pausa! Outro tanto... Queimam! Essas palavras queimam, doem. Meu peito dói, minhas palavras doem, garganta seca, ar pesado, olhos perdidos. Não se olham.
            Silêncio!
            Agora elas vêm como flechas flamejantes, e me atingem, e queimam ao mesmo tempo. Meu peito dói! Sinto vontade de gritar. Elas não nasceram para serem reveladas nem pronunciadas. Todos deveriam repudiá-las. Infelizmente não foi possível, elas foram ditas, precisavam ser ditas. Meu peito dói! Enquanto isso aquele pálido coração em minhas mãos parece se despedaçar... Escorre como areia entre meus dedos.
            Silêncio!
            Nunca o silêncio falou tão alto... Meu peito dói! E agora esse vazio. O que me falta? É verdade, ele está em minhas mãos, sangrando, chorando, parando. Já não o sinto mais. Aquela voz que trás o silêncio já se foi e agora meu peito dói, meu coração vazou entre meus dedos e já não me sinto mais. Já não sei mais porque sou. Já não sei mais se quero saber... Já não sei mais porque. Meu peito dói! Meu corpo dói! Minha cabeça dói... Meus olhos...
            Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas! Lágrimas...
            Silêncio...
            Essas palavras mudas que agora nascem em meio ao silêncio doem, sangram, desacordam... Meu peito dói, queima como se houvesse sido colocado brasa no espaço deixado pelo coração que ali esteve até pouco tempo. Escorreu entre meus dedos, e agora seu mal sucedido substituto flamejante queima dentro do peito... Por isso ele dói?!
            Silêncio... Lágrimas...
            Me perdoa?!?



Di Alencar

4 comentários:

  1. Eu amO vc...

    Quero estar com vc...

    Quero olhar vc por horas e horas e sentir a felicidade tão plena como se não houvesse mais nada...

    Quero que as conquistas do dia-a-dia tenham sentido. Mas pra isso, preciso de vc!

    É eu preciso de vc...

    O melhor pra mim, é poder ir ao cine com vc assitir a qlqr filme, com vc me abraçando e me dobrando tda na cadeira.. rs...

    É passar o domingo assitindo jogo sentada do seu lado e de vez em qdo tirar sua atenção com um beijo... rs...

    É sentir seu abaço forte, seu abraço de carinho, seu abraço de consolo, seu abraço! Esse abraço que tanto me faz sentir segura, que só vc pode me dá!

    O melhor pra mim, é senitr seu beijo ardente, seu calor, seu sorriso sincero, seu olhar de amor...

    O MELHOR PRA MIM É TER VOCÊ INTEIRO...
    Com todos as qualidades e defeitos!!!

    Me desculpe expor nosso amor dessa maneira, mas precisava dizer... talvez assim eu consiga mudar alguma coisa...
    Se quiser, pode deletar...

    :(
    s2

    ResponderExcluir
  2. Enquanto existir amor, respeito.. Existirá chance. :S

    ResponderExcluir
  3. "Temos rotɑs ɑ seguir, podemos ir dɑqui pro mundo... Mɑs quero ficɑr, porque quero mergulhɑr mɑis fundo!
    Só de me encontrɑr no seu olhɑr já mudɑ tudo!
    Posso respirɑr você, e posso te enxergɑr no escuro...
    Tem muito tempo nɑ estrɑdɑ, muito tem...
    Depois dɑ ondɑ pesɑdɑ, ɑ ondɑ zen...
    É namorɑr nɑ ɑlmofɑdɑ e dormir bem...
    Foi o seu olhɑr o que me encɑntou.
    Quero um pouco mɑis, desse seu ɑmor..."

    Seu Jorge - Seu olhɑr

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita! Volte sempre!