"Que as luzes se acendam e que a gente possa brilhar*..." Brilhar no espetáculo da vida, e que nossa existência seja regada a muitos sucessos e nunca deixemos de lutar pelo que acreditamos... "Me atiro do alto e que atirem no peito, da luta não me retiro*..."
*Trechos de músicas dos artistas Vander Lee e Fernando Anitelli






terça-feira, 14 de setembro de 2010

Lua



Hoje, sexta-feira 22/10/09, deitado na cama olhando pra ela escrevo essas palavras:

Linda moça branca e formosa passeando pelo céu
Imponente e graciosa com seu contorno único, irreal
Linda majestade aplaudida por seus belos e incansáveis admiradores noturnos
Como ei de adormecer diante de tão graciosa beleza e simpatia?
Lua minha, seu sorriso reluzente toca minha face e me encanta
Meus olhos vitrificados diante de ti parecem não acreditar no que vêem
Como podes tu estar tão longe de mim?
        Como não me permites tocá-la?

Di Alencar

4 comentários:

  1. Você usou uma mesma figura que eu usei no meu Blog, a da lágrima. Ia comentar lá, mas adoreeei esse seu texto.
    Não é possível que sou suspeita por gostar tanto da noite, da lua. :)

    ResponderExcluir
  2. Obrigado! A lua é mesmo encantadora!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita! Volte sempre!